Seja bem-vindo. Hoje é

2 de fevereiro de 2009

Política de privacidade:

Até que ponto nossa privacidade é invadida através dos meios de comunicação?
Propagandas e mais propagandas entram em nossa cabeça diariamente. Agora, os  shoppings de São Paulo lançaram um novo serviço que envia conteúdo para o celular dos visitantes de graça - via bluetooth. No cinema, por exemplo, o usuário recebe propagandas e até mesmo trailers de filmes para vizualizar na telinha do celular. Na praça de alimentação, o usuário recebe promoções e ofertas. Até que ponto esses serviços interferem na privacidade do usuário? Mesmo porque, é você quem escolhe se vai ou não baixar o conteúdo. E com isso, donos de lojas podem saber o número de pessoas que passaram no shopping( com celular e a função bluetooth) naquele dia. As lojas com certeza terão um maior controle sobre o cliente mesmo ele querendo ou não.
Na televisão, o faturamento de bilhões acontece por conta de pequenos filmes chamados anúncios publicitários que são mostrados para os telespectadores sem permissão. Até aí, o controle remoto muda de canal, mas chega em outro que também exibe esses filmes. São tantos desses que chega a ser impossível escapar. E uma característica especial desses filmes(anúncios publicitários) é que eles passam uma mensagem rápida que geralmente induz o telespectador a fazer algo, ou comprar algo. A mensagem é sempre rápida, clara e boa para fazer com que o telespectador se lembre de tal empresa/marca/produto e adquira tal produto. Até aí, nossa cabeça é feita... e a nossa privacidade é invadida. Exceto pela parte de comida e bebida( com algumas particularidades;comidas prontas por exemplo), necessária a todo e qualquer ser humano, o resto é resto. A felicidade vem de coisas simples e não de grandes posses e bens materiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui! Sinta-se a vontade para escrever sua opinião, só lembro que ofensas sem propósito serão descartadas.

Seguir blog por e-mail: